ABACC

Declaração de Viedma

Viedma Assinantes José Sarney (Brasil), Raúl Alfonsín (Argentina)

DECLARAÇÃO CONJUNTA SOBRE POLÍTICA NUCLEAR

O Governo da República Federativa do Brasil

e

O Governo da República Argentina

Tendo em vista os compromissos assinalados nas Declarações Conjuntas sobre política nuclear, subscritas em Foz do Iguaçu e Brasília,

DECIDEM:

  1. Destacar o marco fundamental que, dentro do processo de fomento da confiança mútua e no contexto do inarrediável compromisso de ambas as Nações de utilizar a energia nuclear para fins exclusivamente pacíficos, representa a histórica visita do Presidente José Sarney às instalações da Usina de Enriquecimento de Pilcaniyeu, fonte de legítimo orgulho da ciência e tecnologia argentinas.
  2. Reiterar sua satisfação pelos significativos avanços alcançados, em suas reuniões periódicas, pelo Grupo de Trabalho Conjunto sobre Política Nuclear, estabelecido pela Declaração de Iguaçu.
  3. Enfatizar a importância do amplo e fluido intercâmbio de informações de interesse comum e de experiências decorrentes dos projetos bilaterais conjuntos no campo nuclear.
  4. Ressaltar os processos alcançados no sentido de aperfeiçoar os aspectos legais e técnicos da cooperação nuclear.
  5. Assinalar a importância das reuniões empresariais realizadas, que evidenciam a ativa participação de empresas públicas e privadas no processo de vinculação nuclear, ampliando assim as possibilidades da cooperação pela via de integração das indústrias de ambos os países.